Buscador de Noticias Mundial. La mas completa informacion para todos los usuarios en todos los idiomas.



Menino abre os olhos, mas aparelhos que o mantêm vivo serão desligados na sexta

Charlie no Great Ormond Street Hospital. Foto: Reprodução

Charlie no Great Ormond Street Hospital. Foto: Reprodução

Os aparelhos que mantêm um bebê de 10 meses vivo serão desligados nesta sexta-feira (30) por decisão judicial da Corte Europeia de Direitos Humanos. Charlie Gard tem uma doença genética rara e terminal chamada Síndrome de Depleção de DNA Mitocondrial (SDM), que o mantém internado em um hospital de Londres.

Charlie com os olhos abertos, no Great Ormond Street Hospital. Foto: Reprodução

Charlie com os olhos abertos, no Great Ormond Street Hospital. Foto: Reprodução

Os pais do menino, Connie Yates e Chris Gard, queriam levá-lo para os Estados Unidos para tentarem um tratamento experimental, e assim, precisavam mantê-lo nos aparelhos.

No começo do mês de junho, o casal recebeu a decisão da justiça britânica que determinava o desligamento dos aparelhos. Na terça-feira (27), saiu a decisão da Corte Europeia, que chegou a ordenar que os médicos continuassem o tratamento do menino até que o caso terminasse de ser avaliado.

O desejo dos pais de manter o filho nos aparelhos contrariava os especialistas britânicos que dizem que o bebê “não pode abrir os olhos e nem ver”. Para rebater os especialistas, o casal divulgou fotos do bebê com os olhos abertos no dia 11.

Segundo os médicos, o cérebro de Charlie está falhando em aprender. A afirmação foi suficiente para convencer os juízes de que ele deve ser removido do suporte vital para que “morra com dignidade”.

Os pais de Charlie declararam que querem passar o tempo que resta com o filho, mesmo sem poder tirá-lo do hospital. “Nós estamos com coração partido passando nossas últimas horas com nosso bebê. Não temos permissão para escolher se nosso filho vive e não temos permissão para escolher quando ou onde Charlie morre. Nós e mais importante Charlie foi massivamente decepcionado ao longo de todo este processo. Charlie morrerá amanhã, sabendo que ele foi amado por milhares … obrigado a todos por todo seu apoio!”, publicaram.

Um porta-voz do Great Ormond Street Hospital, onde Charlie está internado, afirmou que a unidade “ajudará a família no que for necessário neste difícil momento e a ideia de desligar as máquinas já é antiga”.

FUENTE:

http://www.tribunaonline.com.br/menino-abre-os-olhos-mas-aparelhos-que-o-mantem-vivo-serao-desligados-na-sexta/