Buscador de Noticias Mundial. La mas completa informacion para todos los usuarios en todos los idiomas.



Bairros com mais mortes na Grande Vitória

Peritos da Polícia Civil recolhem corpo de homem que foi assassinado em Carapina, em fevereiro deste ano. Foto: Antônio Moreira - 28/02/2017

Peritos da Polícia Civil recolhem corpo de homem que foi assassinado em Carapina, em fevereiro deste ano. Foto: Antônio Moreira – 28/02/2017

O registro de homicídios dolosos — com violência — da Secretaria de Estado da Segurança Pública (Sesp) aponta que a região de Carapina, na Serra, lidera o número de assassinatos neste ano na Grande Vitória. Foram 30 mortes até a quarta-feira (28), segundo o relatório da Sesp.

Em comparação com o mesmo período do ano passado, a região havia contabilizado 21 homicídios. Destaca-se que, em fevereiro deste ano, enquanto aconteceu a greve da PM, foram registrados 11 homicídios.

Logo após Carapina, encontra-se em segundo lugar a região de Feu Rosa, também na Serra, com 22 homicídios — no ano passado, no mesmo tempo decorrido, houve 13 mortes violentas.

O documento apresenta ainda acréscimos de mortes violentas em Vitória. A região mais violenta é São Pedro, que teve 14 homicídios, contra quatro no mesmo período do ano passado.

Já em Vila Velha, a região de Terra Vermelha lidera com 17 homicídios — em 2016, nesse mesmo período de tempo, foram 20.

Os bairros com mais mortes violentas em Cariacica tiveram redução: Flexal teve sete assassinatos (oito em 2016) e Castelo Branco, seis (nove em 2016). Os municípios têm trabalhado para reduzir os índices de criminalidade.

O secretário de Defesa Social da Serra, Jailson Miranda, disse que as secretarias trabalham integradamente em um plano de segurança, o Atitude de Paz. “Há valorização de 12 bairros com maior vulnerabilidade social, Carapina e Feu Rosa estão entre eles”.

Ele disse ainda que a Guarda Municipal conta com 56 agentes e há 150 câmeras monitorando o município.

Já em Cariacica, a prefeitura frisa que a segurança é de responsabilidade do governo e que há 111 câmeras nos bairros.

Em Vila Velha, o secretário de Prevenção, Combate à Violência e Trânsito, coronel Oberacy Emmerich Junior, disse que comparado aos demais municípios, os números de Vila Velha foram os que menos aumentaram. Ele disse que trabalho integrado é a solução para o combate à criminalidade.

A PM, por sua vez, informou que trabalha em locais que lideram o índice de homicídios, como na Serra, com pontos de bloqueio e em conjunto com a Polícia Civil.

Rafael Louzada

Confira a reportagem completa no Jornal A Tribuna deste domingo

FUENTE:

http://www.tribunaonline.com.br/bairros-com-mais-mortes-na-grande-vitoria/