Buscador de Noticias Mundial. La mas completa informacion para todos los usuarios en todos los idiomas.



Pescador é encontrado morto em Porto de Santana

Corpo de pescador é encontrado em Porto de Santana. Familiares da vítima seguram a camisa do time do coração de Jeová. Foto; Fernando Ribeiro

Corpo de pescador é encontrado em Porto de Santana. Familiares da vítima seguram a camisa do time do coração de Jeová. Foto; Fernando Ribeiro

Dois dias após a família comunicar à polícia seu desaparecimento, o corpo do pescador Jeová Silvestre Paquiella, 31 anos, foi encontrado boiando na Baía de Vitória, na altura do bairro Porto Canoa, em Cariacica. De acordo com os familiares, os peritos constataram que o pescador levou uma forte pancada na nuca e ainda foi alvejado com três tiros, dois no peito e um na mão.

A irmã da vítima, Andressa Silvestre Paquiella, 27 anos, contou que o pescador passou a madrugada de terça-feira (15) bebendo na casa de familiares da ex-mulher, com quem teve uma filha, e depois disso não foi mais visto.

““Ele me ligou na madrugada de terça. Umas 1h20, ele me ligou e falou que estava na casa da filha, bebendo com os parentes da ex-mulher. Depois disso, falaram que ele foi embora e não apareceu mais””, explicou a jovem.

Os familiares estranharam a ausência do pescador na manhã seguinte, pois, segundo os parentes, ele era uma pessoa muito caseira, sem envolvimento com o crime, e não ficava sem dar notícias porque a avó, que é cardíaca, ficava muito preocupada, e a filha mais nova, do atual relacionamento, não dormia sem ele.

“Não temos ideia do que pode ter acontecido, isso para a gente é um mistério, ele é trabalhador e não tinha envolvimento com nada. Ele estava todo feliz porque sábado ia tirar a carteira de motorista, que era um sonho””, contou a irmã.

Muito abalada, a esposa da vítima, a operadora de telemarketing Adriana Soares da Silva Rocha, 34 anos, também esteve no Departamento Médico Legal para fazer o reconhecimento do corpo, que já acreditavam ser do pescador pelas tatuagens, e conversou com a imprensa.

“Eu quero Justiça, eu peço por Justiça, não quero que fique impune de jeito nenhum, quem fez tem que pagar. Ele era muito caseiro, ninguém está acreditando, todo mundo gostava dele, os vizinhos estão abalados. Eu não como nada desde terça, eu olho para a casa e não vejo ele, me dá um desespero””, desabafou a esposa.

Os familiares não acreditam na hipótese de latrocínio, pois o pescador não estava com nenhum pertence de valor. O caso está sendo investigado pela Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa.

Rafael Louzada

FUENTE:

https://www.tribunaonline.com.br/pescador-e-encontrado-morto-em-porto-de-santana/