Buscador de Noticias Mundial. La mas completa informacion para todos los usuarios en todos los idiomas.



Dez desafios para manter o casamento

Gabriela e André Freireestão juntos há 13 anos. Para eles, deve haver paciencia para lidar com o outro nos maus momentos. Foto: Thiago Coutinho/AT

Especialistas afirmam que é preciso criar estratégias para que problemas como rotina e falta de comunicação não afetem o casal

Desentendimentos podem levar a brigas e até mesmo a um divórcio. Segundo especialistas, são muitos os desafios dos casais para manter um casamento. Entre eles estão aprender a se comunicar corretamente – tanto ao falar, por gestos ou atitudes –, evitar cair na rotina e manter a sintonia sexual.

Especialistas afirmam que é preciso criar estratégias para que esses problemas não afetem o casal.

A sexóloga e terapeuta sexual Leila Campos explicou que a falta de comunicação ainda é um problema frequente.

“É preciso ter uma comunicação assertiva, que deve ser feita com transparência, falando com afetividade, sem agredir o outro. A comunicação é feita por meio da fala, atitudes e gestos, não é só verbal. Se algo incomoda, é preciso falar para o casal melhorar, mas falar de forma tranquila e não áspera. Cerca de 80% dos casamentos e relacionamentos acabam por isso.”

Outro desafio frequente é manter o respeito da intimidade e privacidade do companheiro, segundo Leila. “O marido quer jogar futebol, a mulher quer sair com as amigas e tudo bem. É importante manter a confiança e o respeito. A falta disso fará com que haja discussões entre os casais.”

O ginecologista pós-graduado em Sexologia Clínica, Elvídio dos Santos, afirmou que os principais problemas envolvem a rotina, que pode unir ou separar o casal.

“É preciso criar um dia para o casal namorar, por exemplo. Além disso, cada um deve estar bem física e emocionalmente e não esperar que a felicidade venha do parceiro.”

Para Santos, a palavra-chave para manter um relacionamento é o encantamento que um sente pelo outro. “Outra palavra importante é o respeito. Além disso, temos a surpresa. Surpreender o parceiro de vez em quando faz com que o casamento permaneça firme.”

A sexóloga Sirleide Stinguel citou ainda a diferença de personalidade, cultura e educação.

“Esse choque pode levar a conflitos. Para que isso não ocorra, é preciso diálogo, compreensão, tolerância e respeito.”

.

Paciência para lidar com as dificuldades

“Não vivemos em um mar de rosas, mas conseguimos driblar os problemas do dia a dia”. É o que diz o casal Gabriela Gava, 33, servidora pública, e André Freire, 37, vendedor. Eles, que adoram viajar, estão casados há 6 anos, e juntos há 13.

“No namoro, você não divide uma casa, nem problemas. Ao casar, é preciso dividir dificuldades e conquistas. Mas tentamos sempre separar os problemas do amor que sentimos um pelo outro”, disse André.

Gabriela contou que o respeito e a confiança são muito importantes para manter o casamento, mas a palavra-chave deles é paciência. “Às vezes, um está mal-humorado, com problemas no trabalho, e é preciso que o outro entenda e tenha paciência nesses momentos.”

.

Opiniões

.

Sintonia sexual e controle financeiro

1 Ter uma comunicação assertiva

A falta de comunicação leva a discussões e brigas. É preciso ter uma comunicação assertiva, que deve ser feita com transparência, falando com afetividade, sem agredir o outro. A comunicação é feita por meio da fala, atitudes e gestos, não é só verbal. Se algo incomoda, especialistas afirmam que é preciso falar com o outro, para o casal melhorar junto, mas falar de forma tranquila, calma, e não áspera.

2 Lidar com a rotina

A rotina do dia a dia, anos após o nascimento dos filhos, pode levar à acomodação do casal e haver a perda do desejo e desencantamento pela própria sexualidade. Segundo especialistas, a rotina absorve a pessoa e separa o casal.

Por isso, é preciso criar um dia para o casal namorar, por exemplo, sair de casa ou deixar os filhos com os avós para ter um momento só deles. Além disso, cada um deve estar bem física e emocionalmente e não esperar que a felicidade venha do parceiro. É importante ainda saber se doar sem a expectativa do receber algo em troca.

São importantes para não cair na rotina e manter o encantamento pelo companheiro ter sempre respeito e fazer, com alguma regularidade, pequenas surpresas.

3 Lidar com culturas, criação e personalidades diferentes

Durante o período de namoro, essas diferenças do casal tentam ser escondidas para não atrapalhar a conquista. Porém, após o casamento, há esse choque de pensamentos diferentes, que podem levar a discussões. Para que isso não ocorra, é preciso diálogo, compreensão, tolerância e respeito. É preciso querer se entender e criar ferramentas para isso.

4 Inversão ou subversão de papéis

Quando os filhos nascem, marido e mulher se tornam pai e mãe. Porém, o que não pode acontecer é o casal se esquecer de que eles são marido e mulher. Ao serem só pai e mãe ou deixarem esses papéis se sobressair em todos os momentos, a relação afetiva e sexual do casal pode ser afetada.

Eles precisam separar quando é o momento de ser pai, na escola e na família, e quando é o momento de ser marido dentro de casa, no quarto, por exemplo.

5 Respeito da intimidade e privacidade

O respeito da intimidade e privacidade do companheiro deve ser mantido sempre. O marido quer jogar futebol, por exemplo, e a mulher quer sair com as amigas ou ir para a academia. Não há problema quando há confiança e respeito mútuo. A falta disso fará com que haja discussões entre os casais.

6 Controle financeiro

Muitos gastam por compulsão, não conversam com o cônjuge e há desgaste no casal. É preciso ter planejamento e controle financeiro para comprar um bem, como carro ou imóvel juntos. Os dois devem contribuir para o crescimento.

7 Responsabilidades conjugais

Casamento é uma sociedade. A palavra não é ajudar o companheiro e sim dividir as tarefas e compartilhar as responsabilidades, tanto nas atividades de casa quanto na criação dos filhos. Assim um não fica mais sobrecarregado que o outro e evita-se discussões.

8 Traição virtual ou física

A traição quebra um vínculo de confiança no casal. Se quem traiu quer manter a relação, então o traído tem de pensar se vale a pena continuar. Os dois devem conversar para tentar entender por que houve a traição e onde os dois estão errando. Ambos devem se perguntar se estão felizes na relação. Se a opção for pelo perdão, é preciso paciência e não jogar o problema sobre o outro quando houver uma discussão.

9 Sintonia sexual

Está ligada à comunicação. O casal deve expressar seus desejos e anseios. Se algo está errado, é importante buscar médico e sexólogo para saber onde está o problema, se é uma patologia física ou se é uma questão emocional. O desejo e a fantasia pelo outro devem se manter.

10 Progressão ou acomodação profissional

Quando um dos cônjuges sobe de cargo ou se acomoda, pode haver desentendimentos. No cargo maior, é preciso haver diálogo, pois esse profissional vai precisar de um tempo e dedicação maior ao trabalho. Já quando há acomodação, o outro cônjuge sente que seu companheiro não quer crescer e ajudar nos objetivos financeiros do casal, como viagem ou bens.

Fonte: Especialistas consultados.

.

Reportagem de Kelly Kalle para o jornal A Tribuna do dia 27/08/2017

FUENTE:

https://www.tribunaonline.com.br/dez-desafios-para-manter-o-casamento/