Buscador de Noticias Mundial. La mas completa informacion para todos los usuarios en todos los idiomas.



Traficantes responsáveis por abastecer Grande Vitória são presos

Material apreendido em operação da Deten. Foto: Fernando Ribeiro

Material apreendido em operação da Deten. Foto: Fernando Ribeiro

A operação da Delegacia Especializada de Tóxicos e Entorpecentes (deten), que começou na sexta-feira (8) e terminou na madrugada desta quinta-feira (14), prendeu três suspeitos de trazer entorpecentes de outros estados para serem distribuídos na Grande Vitória.

Segundo o delegado adjunto da Deten, Augusto Giorno, o suspeito é apontado pela equipe como um dos quatro maiores fornecedores de maconha na Serra. Ele foi preso em Vila Nova de Colares na tarde desta quinta. Dentro de um imóvel alugado por ele, a polícia encontrou 173 tabletes de maconha, que totalizaram 120 quilos da droga. “Ele pega essa droga no Mato Grosso do Sul em grande quantidade e traz para o Estado, onde aluga casas que servem como bases para guardar a droga. Normalmente, são casas em Feu Rosa. As casas são apenas para guardar droga, porque não têm mobília”, disse o delegado.

De acordo com o delegado, por ano, o suspeito movimentaria cerca de cinco toneladas da droga, que era trazida da fronteira para o Estado em caminhões e carros. “A partir da prisão dele, conseguimos identificar pessoas acima dele, e essa será a segunda fase da operação. Ele está entre os quatro maiores, se não o maior, fornecedor da maconha da Grande Vitória e tem ligações com a fronteira do País”, frisou Giorno.

O suspeito já foi preso por tráfico de drogas e porte ilegal de arma. “Essa prisão, com certeza, vai dar um baque na organização criminosa, porque ele tinha contato direto com fornecedor na fronteira”, afirmou.

Outros dois homens, de 23 e 32 anos, foram presos acusados de trazer drogas de outros estados para a Grande Vitória. No caso deles, o transporte seria feito por ônibus de Rondônia até a Grande Vitória.

Com eles, foi encontrado 1 quilo da cocaína conhecida como escama de peixe, em que o quilo está avaliado em R$ 60 mil, por ser considerada a de melhor qualidade. Eles foram presos no momento em que vendiam meio quilo de crack,em Porto Canoa, para um adolescente, de 17 anos, que entregaria a droga a um traficante. O quilo de crack era vendido por eles de R$ 10 mil a R$ 12 mil.

A equipe foi até uma casa em Tubarão, na Serra, onde a droga era guardada e apreendeu, no total, 3,2 quilos de crack e 23 buchas de maconha. “A casa era discreta e com aluguel barato”, comentou Giorno.

Os três foram autuados por tráfico de drogas e encaminhados ao presídio.

Leone Oliveira

FUENTE:

https://www.tribunaonline.com.br/traficantes-responsaveis-por-abastecer-grande-vitoria-sao-presos/