Buscador de Noticias Mundial. La mas completa informacion para todos los usuarios en todos los idiomas.



Familiares e amigos se despedem de médica assassinada

Velório de Milena Gottardi Tonini Frasson aconteceu na Escola Ernesto Nascimento. Foto

Velório de Milena Gottardi Tonini Frasson aconteceu na Escola Ernesto Nascimento. Foto Thiago Coutinho

Familiares e amigos prestaram as últimas homenagens a médica Milena Gottardi Tonini Frasson, de 38 anos, durante a tarde deste sábado (16), na Escola Ernesto Nascimento, conhecida como Grupo Escolar, no município de Fundão.

O velório foi marcado por muita emoção e por uma grande movimentação de pessoas que foram ao local para se despedir da oncologista pediátrica, que foi baleada na cabeça na noite de quinta-feira (14) e teve a morte confirmada na sexta-feira (15). A imprensa não foi autorizada a entrar.

O sepultamento estava previsto para acontecer às 17 horas, também em Fundão.

Pai de médica foi morto da mesma forma

Há 16 anos, a família enfrentava a mesma dor após a morte do pai de Milena, o fazendeiro
Onório Manuel Tonini, que foi assassinado em 2001, também com um tiro na cabeça.

O crime aconteceu em Ibiraçu, Norte do Estado, na fazenda do pai dela, no dia 28 de fevereiro. De acordo com a cobertura realizada na época pela reportagem de A Tribuna, Onório, o pai e dois irmãos foram rendidos por assaltantes dentro da fazenda.

Segundo a reportagem, os bandidos ameaçavam todos de morte, dizendo que deveriam passar o tempo todo olhando para o chão.

Os relatos dão conta de que um dos assaltantes achou que Onório iria reagir e, por isso, atirou no rosto do fazendeiro, que tinha 58 anos. Na época, bandidos fugiram levando o carro da família e R$ 200.

Um dos membros da família Tonini, que preferiu não se identificar, disse que assim como na época
da morte de Onório, a família está completamente chocada e abalada com o assassinato de Milena.

“Lembro-me quando o pai de Milena foi assassinado. Ela ficou muito mal, pois tanto ela quanto o irmão eram muito apegados ao pai deles”, relatou.

O familiar contou que a morte da médica é muito semelhante à forma com o pai dela morreu e isso deixou todos ainda mais chocados. “Milena morreu de forma muito semelhante a de Onório. Na época,
ele também não reagiu, obedeceu ao comando dos bandidos e mesmo assim foi morto. Mais uma vez,
a história se repetiu e a violência deixou marcas profundas de tristeza em nossa família”, desabafou
o familiar.

FUENTE:

https://www.tribunaonline.com.br/familiares-e-amigos-se-despedem-de-medica-assassinada/