Buscador de Noticias Mundial. La mas completa informacion para todos los usuarios en todos los idiomas.



Após erro em jogo do Vasco, CBF quer árbitro de vídeo na próxima rodada

Jô marca para o Corinthians com o braço, prejudicando o Vasco. Foto: Reprodução

A CBF (Confederação Brasileira de Futebol) decidiu implantar o árbitro de vídeo já na próxima rodada, marcada para os dias 23 e 24 de setembro, do Campeonato Brasileiro. A decisão foi tomada após o gol de mão marcado pelo atacante Jô na vitória do Corinthians sobre o Vasco por 1 a 0, no domingo (17), no Itaquerão, pela 24ª rodada da competição.
Nesta segunda-feira, Marco Polo Del Nero, presidente da entidade, se reuniu com o Coronel Marcos Marinho, chefe da comissão de arbitragem da CBF, e pediu que o sistema fosse implantado já para este final de semana. Antes de tomar a decisão, ele conversou com Eurico Miranda, mandatário do clube carioca.
“Em função da incidência de erros recentes que poderiam ser evitados com a utilização da tecnologia, o presidente da CBF, Marco Polo Del Nero, reuniu a equipe, nesta segunda-feira (18), e determinou que o árbitro de vídeo seja aplicado o quanto antes nas partidas do Brasileiro”, disse a CBF em um comunicado no seu site.
A reportagem tentou entrar em contato com o Coronel Marcos Marinho após a decisão divulgada pela CBF, mas não conseguiu. Ao “Globoesporte.com”, o chefe da arbitragem afirmou que o sistema será implementando na “rodada do final de semana. “Não importa quanto custar. Vamos implementar.
Antes da decisão de Del Nero, a intenção da CBF era implementar o árbitro de vídeo no futebol brasileiro em 2019. A nova previsão foi definida após as experiências feitas em diversas competições espalhadas pelo mundo até o momento.
Marinho afirmou que aguardava para definir a data exata após a Fifa e a Ifab (Internacional Football Board), órgão que regulamenta as regras do futebol), definir as exigências necessárias para a implantação da tecnologia em uma competição oficial. Em março, o órgão analisará todos os relatórios enviados pela entidade que comanda o futebol mundial nas competições para definir a utilização do mecanismo ou não na Copa do Mundo-2018.
“Vamos esperar o que a Fifa e a Ifab vai estabelecer para ter a certificação do árbitro de vídeo para uma competição oficial. Depois desses protocolos, vamos partir para o planejamento em relação aos custos”, disse o Coronel Marcos Marinho no final da manhã desta segunda-feira.
Ele estima que os gastos para a utilização do árbitro de vídeo custará em torno de R$ 30 mil por partida. A Série A do Brasileiro tem 380 jogos, o que totalizaria algo em torno de R$ 11,5 milhões.

FUENTE:

https://www.tribunaonline.com.br/apos-erro-em-jogo-do-vasco-cbf-quer-arbitro-de-video-na-proxima-rodada/